Manchetes

Batoré, ator e humorista, morre em SP


Ivanildo Gomes Nogueira, o Batoré, estava com câncer. Ele fez o papel do delegado Queiroz na novela ‘Velho Chico’, da Rede Globo.

Por g1 SP

O ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, de 61 anos, conhecido como Batoré, morreu nesta segunda-feira (10), em São Paulo. Ele estava com câncer.

Batoré morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. “As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido”, diz nota da Prefeitura.

Ivanildo nasceu em Serra Talhada, em Pernambuco, e se mudou para São Paulo ainda criança. Antes de se tornar ator, jogou futebol nas categorias de base em times paulistas.

Com seu principal personagem, Batoré, Ivanildo integrou o elenco do programa “A Praça é Nossa”, do SBT. Em 2016, foi contratado pela Rede Globo para a novela “Velho Chico” em que fez o papel do delegado Queiroz.

Batoré também foi vereador de Mauá, na Grande São Paulo, por dois mandatos pelo PP.

O ator Batoré — Foto: Divulgação

O ator Batoré — Foto: Divulgação

Ivanildo Gomes Nogueira, o Batoré, caracterizado como personagem de 'Velho Chico'  — Foto: Inácio Moraes/ Gshow

Ivanildo Gomes Nogueira, o Batoré, caracterizado como personagem de ‘Velho Chico’ — Foto: Inácio Moraes/ Gshow

Humorista Batoré em entrevista ao Programa do Jô, em 2016. — Foto: Reprodução/TV Globo

Humorista Batoré em entrevista ao Programa do Jô, em 2016. — Foto: Reprodução/TV Globo

Humorista Batoré — Foto: Reprodução/Instagram

Humorista Batoré — Foto: Reprodução/Instagram

STF decide que entidades religiosas que prestam assistência social podem ter imunidade tributária
Manchetes

STF decide que entidades religiosas que prestam assistência social podem ter imunidade tributária

Projetos que reduzem preço de combustíveis estão prontos para votação
Manchetes

Projetos que reduzem preço de combustíveis estão prontos para votação

Plenário conclui julgamento de ação sobre judicialização de crimes previdenciários
Manchetes

Plenário conclui julgamento de ação sobre judicialização de crimes previdenciários

Atualmente não há comentários.