segunda-feira, maio 27, 2024

Evento em Brasília debate cidades inteligentes

Share


O Parque Tecnológico de Brasília (Biotic) participou, nesta terça-feira (7), de evento realizado na Confederação Nacional da Indústria (CNI). Sob o tema A Vida do Amanhã: Inovações Israelenses para Cidades Inteligentes, a iniciativa foi organizada pela Embaixada do Estado de Israel no Brasil, em colaboração com a Câmara de Comércio Brasil-Israel (Bril) e o Ministério da Economia e Indústria de Israel, contando ainda com o apoio da CNI.

O evento contou com representantes no setor de tecnologia | Foto: Divulgação/Secti-DF

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Leonardo Reisman, apresentou o Biotic, destacando seu planejamento estratégico, a estrutura do Fundo Imobiliário que o suporta, e os projetos em andamento, como o WTC Brasília e a Universidade do Distrito Federal (UnDF). O Biotic foi concebido para ser um polo de inovação e tecnologia, configurando-se como um distrito de inovação e um bairro inteligente. “O Biotic é um projeto que vem crescendo e sem dúvidas se tornará um dos grandes distritos de inovação do Brasil aqui no Distrito Federal”, afirmou Reisman durante sua apresentação.

O evento também contou com representantes no setor de tecnologia, como Maurício Pimentel, presidente do Instituto das Cidades Inteligentes; Jefferson Gomes, diretor de Tecnologia e Inovação da CNI; e Diego Arcia, especialista do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Eles compartilharam ideias sobre soluções tecnológicas desenvolvidas no Brasil para o avanço de cidades inteligentes.

Atualmente, o Biotic abriga uma diversidade de entidades, incluindo startups, centros de inovação governamentais e instituições chave do ecossistema nacional de inovação

Além disso, empresas israelenses, como Optibus, Juganu e Takadu, foram destacadas durante o evento, revelando suas contribuições para o desenvolvimento de soluções inovadoras globais.

Atualmente, o Biotic abriga uma diversidade de entidades, incluindo startups, centros de inovação governamentais e instituições chave do ecossistema nacional de inovação. O parque também é lar de importantes nomes da tecnologia financeira, como o BRBLab, além de datacenters operados por grandes instituições financeiras como a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF).

O masterplan do parque foi desenvolvido pelo arquiteto italiano Carlo Ratti, especialista em cidades inteligentes. A visão de Ratti integra tecnologia de ponta e sustentabilidade.

*Com informações do Biotic



Source link

Leia mais

Local News