Cidades

Fiscalização do licenciamento de 2017 começa em 30 dias

Quem for flagrado sem o documento receberá multa de R$ 293,47 e terá o veículo removido ao depósito

A partir de 1º de setembro, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) começa a conferir se os motoristas brasilienses estão com o Certificado de Licenciamento e Registro de Veículos (CRLV) de 2017. Quem for pego sem o documento, cujo porte é obrigatório, cometerá uma infração gravíssima. As punições para quem estiver em situação irregular incluem multa de R$ 293,47, perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e apreensão do veículo. O condutor também deverá arcar com despesas com guincho, diária no depósito do Detran, vistoria e serviço de liberação.

Até o momento, 46% da frota do DF está regularmente licenciada. Isso representa 781.938 de 1.693.958 veículos. Somente neste ano, 18.880 condutores foram autuados por falta de licenciamento e 10.656 veículos acabaram recolhidos aos depósitos pelo mesmo motivo.

Para receber o CRLV de 2017 em casa, o proprietário deverá quitar todos os débitos do carro, como o Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) e o Seguro por Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), além de multas e taxa de licenciamento.

Quem não receber o documento em casa deverá verificar no site do Detran, no campo veículos, se existe alguma pendência. Se for constatado algum débito, o boleto poderá ser impresso por meio do próprio site do órgão. Também é importante manter o endereço residencial atualizado.

Autorização para circulação
Em 2017, o usuário não precisa ir até o Detran para licenciar o veículo. Todos os boletos de débitos podem ser retirados por meio do site e quitados na rede bancária conveniada: BRB e Caixa. O Banco do Brasil recebe débitos somente de seus correntistas, por meio do Banknet ou caixa eletrônico.

Após quitar todos os débitos, o condutor poderá gerar no próprio site o Protocolo de Autorização Provisória para a Circulação de Veículo. O documento foi criado para facilitar o acesso do usuário ao licenciamento, sem precisar que ele se desloque até uma unidade do Detran. O protocolo tem validade de 30 dias, prazo máximo para o recebimento do CRLV no endereço cadastrado no sistema.

Mostrar mais

RECOMENDADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *