segunda-feira, maio 27, 2024

HGG realiza 1º transplante de medula óssea

Share


HGG realiza 1º transplante de medula óssea
Primeiro paciente submetido a transplante de medula óssea na rede pública estadual. Patrick Brunner Vianna de Assis, de 24 anos, estava internado desde 14 de abril, diagnosticado com linfoma de Hodgkin, tipo de câncer no sistema linfático (Fotos: Iron Braz/SES)

O Hospital Estadual Dr. Alberto Rassi (HGG) concedeu alta, nesta terça-feira (07/05), ao primeiro paciente submetido a um transplante de medula óssea na rede pública estadual. O estudante de psicologia Patrick Brunner Vianna de Assis, de 24 anos, estava internado desde 14 de abril, diagnosticado com linfoma de Hodgkin, tipo de câncer no sistema linfático.

“Pelos próximos 180 dias, ele vai passar por algumas limitações, mas logo estará livre para viajar e exercer suas atividades habituais”, disse o coordenador do Serviço de Transplante de Medula Óssea do HGG, Adriano de Moraes Arantes.

“Compartilhamos com muita alegria essa excelente notícia para o estudante e para sua família, pois se trata de mais uma conquista para os goianos”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde de Goiás, Rasível Santos, durante vistoria às obras de ampliação do Centro de Especialidades do HGG e do Centro Estadual de Atenção ao Diabético (Cead). Na ocasião, o secretário destacou a evolução da saúde pública em Goiás, em especial na área oncológica.

HGG realiza 1º transplante de medula óssea da rede pública no estadoHGG realiza 1º transplante de medula óssea da rede pública no estado
Profissionais do HGG e Patrick Brunner, primeiro paciente submetido a transplante de medula óssea bem-sucedido na rede pública estadual de Goiás (Fotos: Iron Braz/SES)

“Este é mais um importante legado do governador Ronaldo Caiado. Antes, só havia tratamento oncológico no Hospital Araújo Jorge, agora oferecemos atendimento tanto no Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), em Uruaçu, quanto no Hospital Estadual de Itumbiara São Marcos”, afirmou, citando ainda o Complexo Oncológico de Referência do Estado de Goiás (Cora), que terá a ala infantojuvenil entregue este ano.

O médico hematologista explicou que Patrick passou por um transplante autólogo, ou seja, as células precursoras da medula óssea provêm do próprio paciente transplantado. “O procedimento ocorreu dentro do esperado, e agora podemos dizer que tivemos o primeiro transplante de medula óssea bem-sucedido no HGG, o primeiro de muitos que esta unidade 100% SUS irá realizar”, disse.

Mãe do paciente, a empresária Bethânia Vieira Almeida de Assis compartilhou sua alegria. “Esse hospital ficou maravilhoso e meu filho foi muito bem recebido”.

Habilitado pelo Ministério da Saúde em 2023, o Serviço de Transplante de Medula Óssea do HGG teve início em abril deste ano, e tem a capacidade de realizar, no mínimo, seis transplantes por mês, além do atendimento ambulatorial de 45 pacientes.

Inaugurado em 2022, para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), o serviço está inserido na Unidade de Transplante do HGG e conta com 32 leitos – 26 para transplantes de rins, fígado, pâncreas e rim-pâncreas, e outros seis para transplante de medula óssea. O valor da obra foi de aproximadamente 2,8 milhões de reais, liberados pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO).

O Serviço de Transplante de Medula Óssea do HGG conta com o apoio do Hemocentro Coordenador Estadual de Goiás Prof. Nion Albernaz, que é responsável pela coleta, processamento, armazenamento e distribuição das células progenitoras hematopoiéticas, utilizadas no transplante. E contribui ainda com a distribuição de hemocomponentes que o paciente necessita durante o processo do transplante.

Saiba mais

Saúde alerta sobre câncer de boca

Saúde intensifica vacinação contra influenza e dengue

Secretaria de Estado da Saúde – Governo de Goiás



Source link

Leia mais

Local News