19.6 C
Distrito Federal

Bate-boca na convenção do MDB entre Arruda e Gilvan Máximo

ARTHUR DE SOUZA

PABLO GIOVANNI

Uma discussão teve que ser apartada na convenção do MDB que confirmou a candidatura do governador Ibaneis Rocha (MDB), com a deputada Celina Leão (PP-DF) como vice e a deputada Flávia Arruda (PL-DF) na corrida ao Senado.

O ex-governador José Roberto Arruda (PL) foi acusado de agredir o ex-secretário de Ciência e Tecnologia do Distrito Federal Gilvan Máximo, pré-candidato a deputado federal pelo Republicanos, durante a convenção do MDB, que aconteceu na manhã deste domingo (31/7), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Segundo relato de quem estava próximo ao bate-boca, Arruda acertou um tapa em Gilvan. Ainda de acordo com uma testemunha, antes da confusão, Arruda e Gilvan teriam trocado “meia dúzia de palavras”. “Não deu para escutar o que era. (O tapa) pegou na bochecha esquerda (do Gilvan)”, destacou.

Confirmação

Ao Correio, o ex-secretário Gilvan Máximo confirmou a agressão sofrida. Ele comentou que estava no palco da convenção e, quando Arruda chegou, foi questionado pelo ex-governador sobre o motivo de estar presente. “Não entendo por que o Arruda está desesperado. Sou um homem de paz e de Deus”, ressaltou. “Só me resta rezar”, acrescentou.

“Não reagi, mas se acontecer de novo, em outra situação, não vou apanhar”, garantiu Gilvan. “Não há mais espaço para essa velha política”, acrescentou.

A reportagem tentou contato com José Roberto Arruda para saber a sua versão sobre os fatos, mas não obteve retorno. O espaço segue aberto para esclarecimentos.

FONTE: CORREIO BRASILIENSE

Redação
Redaçãohttps://eixocapital.com.br
Eixo Capital fique informado sobre tudo o que ocorre na sua cidade; cultura, educação, esportes, polícia, politica, saúde e trânsito.

Últimas notícias

Relacionadas