terça-feira, maio 28, 2024

Nova Estação Hemocentro será entregue à população nesta quinta

Share


Estação Hemocentro do Eixo Anhanguera
Plataforma do Eixo Anhanguera entrará em plena operação a partir da próxima sexta-feira (10/5) (Foto: SGG)

A Estação Hemocentro, totalmente revitalizada, será entregue à população nesta quinta-feira (09/05), às 14 horas. A plataforma do Eixo Anhanguera entrará em plena operação a partir da próxima sexta-feira (10/5). O Governo de Goiás investiu R$ 2,8 milhões nas obras de modernização da estação, sendo recursos oriundos do subsídio pago em parceria com as prefeituras de Goiânia e da Região Metropolitana.

O secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, afirma que os investimentos no transporte são possíveis graças ao benefício.

“A entrega da Estação Hemocentro marca o início de uma nova fase do transporte coletivo, com investimentos diretos na infraestrutura. Vamos oferecer um serviço com novo padrão de qualidade que terá impacto diretamente no dia a dia das pessoas que merecem essa atenção”, destaca.

Estação Hemocentro

Nesta primeira etapa, após a reinauguração, profissionais do RedeMob Consórcio estarão no local para orientar e esclarecer dúvidas dos usuários. Completamente reformulada, a estação se torna um modelo que será replicado nas demais 18 estações ao longo do corredor Anhanguera.

O projeto aplicado na plataforma integra o modelo de corredor exclusivo do Eixo Anhanguera com arquitetura e design de linhas leves e acabamento de alta performance. O local está apto para receber os ônibus elétricos que transitarão pelo BRT Leste-Oeste, com destino a um futuro mais sustentável.

Para proporcionar uma experiência de viagem e interação com a cidade, o local conta com painéis informativos que dão a previsão de tempo de chegada dos ônibus e itinerários. Um mapa mostra a integração da rede de transporte coletivo, tudo distribuído estrategicamente pela estação.

Um relógio artístico, que interage com os usuários, também compõe os equipamentos da nova estação, como os que já existem nos Terminais Paulo Garcia e Izidória.

Tecnologia

Na parte de tecnologia, a Estação Hemocentro surpreende com:

  • sistema de som com 10 caixas  de 400 watts de potência distribuídos por toda a plataforma;
  • duas portarias eletrônicas nas entradas das estações com acessos internos e externos – nelas o usuário pode acionar ajuda humana para apoio em caso de qualquer dificuldade;
  • dois monitores de led semelhantes aos dos aeroportos com 2 metros por 50 cm vão trazer entretenimento, bem como informações de utilidade pública;
  • quatro monitores que vão anunciar o tempo de chegada dos ônibus e linhas, uma nova experiência e um grande ganho para o passageiro na oferta de informação estática e dinâmica.

A Estação Hemocentro ainda terá Wi-Fi gratuito e uma torre para carregamento de celular. Os usuários contam ainda com um totem interativo, que permitirá o autoatendimento e consultas a serviços da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC). O sistema trará opções de rotas disponíveis para uma viagem segura.

Na entrada, máquinas de autoatendimento facilitarão o carregamento de cartão e consulta de saldos. Será possível consultar o último saldo do cartão, conforme os últimos registros gravados no sistema de bilhetagem, verificar a situação do seu cadastro ou ainda bloquear um determinado cartão que tenha sido perdido ou roubado.

Outro serviço de destaque do novo modelo de estação é o QR Code Minha estação! Através dele, ao apontar o celular para um dos QR Codes da Estação (cada QR Code é associado a uma parada ou sentido do BRT), o cliente poderá visualizar as informações das linhas daquela parada e seus próximos horários de embarque. Também será possível colaborar com a RMTC na preservação do patrimônio, utilizado pelo próprio usuário, informando situações de risco, não conformidades ou ainda ações de vandalismo.

Estrutura e segurança

Paredes de brises de alumínio compõem a estrutura de proteção da Estação Hemocentro e auxiliam na circulação de ar e proteção dos passageiros e equipamentos.  Cada lado da plataforma contará, em 2025 (ao finalizar a troca da frota), com portas de vidro automáticas, que permitirão acesso ainda mais seguro aos ônibus. Um sistema automático vai comandar a abertura e fechamento da própria estação.

A segurança também é uma prioridade. A estação conta com 12 câmeras que permitirão o reconhecimento facial e controle de acesso inteligente. Um posto de segurança realizará o monitoramento em tempo integral do local, tudo integrado com a Secretária de Segurança Pública do Governo de Goiás.

As catracas possuem um padrão antivandalismo, com gabinetes em inox e acesso exclusivo para pessoas com deficiência (PCDs), semelhantes às que são usadas em estações de metrô

Estação acessível

Para tornar ainda tudo mais acessível, a nova plataforma possui um sistema de áudio com informações. Rampas de acesso com inclinação suave e corrimão com sinalização em braile garantem a inclusão de todos os passageiros. Na entrada, uma placa em braile também auxilia na identificação do local. Todo o piso tátil foi devidamente implantado, de forma inteligente e segura.

Integração

A Estação Hemocentro oferece ainda um minibicicletário (pela limitação de espaço), com capacidade para até duas bikes, sendo a primeira a contar com integração modal – ônibus e bicicleta. À noite, a estação se transforma, destacando-se na cena urbana da capital com uma iluminação cênica e totens de identificação retroiluminados.

Saiba mais

Mais três estações do Eixo Anhanguera passam por revitalização

Ônibus elétrico do Eixo Anhanguera passa por avaliação de performance

Secretaria-Geral de Governo – Governo de Goiás



Source link

Leia mais

Local News